Administração de Condomínios

Minha Administradora

Página Inicial

Conheça a Empresa
Assuntos Condominiais
Legislações
Contato

Minha Unidade

Cadastro
Taxas Quitadas
Taxas em Aberto
Boleto de Cobrança
Emitir Nada-Consta
Validar Nada-Consta

Meu Condomínio

Cadastro Geral
Comunicados
Convenção e Regimento
Editais e Atas
Receitas e Despesas
Taxas Quitadas
Taxas em Aberto
Rateio de Despesas
Votação em Assembléias
Fotos e Imagens
Diversos

Área Restrita

Administração
Auditoria de Acessos
Ebac - Desenvolvimento

Administração / Administradora

                     Por definição legal, a administração de um condomínio é de exclusiva responsabilidade do Síndico, o qual será assessorado pelo Conselho Consultivo  e fiscalizado pelo Conselho Fiscal, podendo ter um Subsíndico que irá lhe substituir na sua ausência.

                    Dependendo da complexidade de cada Condomínio, cabe ao Síndico dividir suas tarefas ou mesmo, delegá-las à pessoas físicas e/ou jurídicas capazes de assessorá-lo nas diversas áreas: administrativa, financeira, trabalhista, jurídica, contábil, etc.

                    As administradoras de Condomínio têm prestado grandes serviços à comunidade condominial, contudo, a escolha de uma administradora merece necessária atenção e criteriosa seleção dos serviços que ela pode oferecer. Para uma boa escolha, alguns itens valem ser verificados, dentre outros:

 

  • empresa registrada no Conselho Regional de Administração (C.R.A.);

  • profissionais registrados nos respectivos Conselhos Regionais na área contábil(CRC), administrativa (CRA), e jurídica (OAB);

  • estrutura de sistemas para movimentação financeira somente na rede bancária, evitando qualquer tipo de manuseio de dinheiro na Administradora ou Condomínio;

  • estrutura física operacional adequada para o número de clientes;

  • quantidade e qualidade de equipamentos para a realização dos serviços;

  • pessoal qualificado e treinado para a realização dos diversos serviços;

  • nível profissional de atuação perante aos bancos e fornecedores dos condomínios;

  • qualidade e pontualidade na apresentação dos serviços ao condomínio;

  • responsabilidade total sobre os serviços executados, principalmente sobre os passivos trabalhistas de empregados com contratação direta e pagamento das contas fixas do condomínio;

  • tempo de experiência no mercado e referência dos condomínios administrados.


Voltar